Quase todos os mitos religiosos relatam que o homem “foi criado por Deus, vindo do barro”. A bíblia diz claramente: “E o senhor Deus formou o homem do pó do solo e soprou em suas narinas o aliento da vida e o homem veio a ser alma vivente”. Aqui nos está sendo dito que deus criou o corpo e a alma do homem. Uma parte física e material, o corpo de barro, e uma parte anímica, o sopro do criador, chamada alma. Agora, se o homem fosse somente um corpo e uma alma, seria como um animal, um animal a mais. Um pouco mais inteligente que os outros, pode ser, mas internamente não seria muito diferente de um animal. Mais adiante veremos que o homem, depois se sua suposta “caída”, o homem como conhecemos agora, é mais que um corpo e uma alma. Existe um Espírito não-criado, não criado por deus, que foi aprisionado, ligado à alma do homem. A bíblia não diz, porque a bíblia fala do criado por deus e deus criou o corpo e a alma. Porém o homem tem um corpo, uma alma e um Espírito, assim afirmam os Gnósticos. Esse Espírito, não criado por deus criador, de onde veio? Por que está aqui? A resposta será vista nos próximos temas.

O homem no Éden, no “paraíso” onde foi colocado por deus, não sabia quem era, cumpria ordens. Por nomes nos animais, por exemplo, ser uma espécie de administrador, de representante do deus criador. Ali, nesse pomar que deus havia preparado para ele, o homem encontrava-se alheio, perdido, não sabia quem era, nem de onde tinha vindo. O homem tomou consciência de quem era, se encontrou consigo mesmo, somente depois do que se chamou de “pecado”, depois da Desobediência, quando comeu o fruto proibido e foi expulso do paraíso. Já veremos também os motivos mais adiante.

deus criou o corpo e a alma, dissemos. Para os Gnósticos toda a criação é satânica, é má, proveniente de um satanás criador, de um demiurgo satânico. Então, não é somente o corpo, mas também a alma do homem é algo mau e satânico.

José Maria Herrou Aragón

(continua…)

Anúncios