Os “alimentos” geneticamente modificados são proibidos em dezenas de países, incluindo França, Suíça, Rússia, Nova Zelândia, Japão, Áustria, Hungria, Grécia e até nosso vizinho, Peru.

No Brasil, esses alimentos são livres, já constituem a maior parte da oferta e nem sequer existe uma lei de etiquetação obrigatória, forçando produtores e supermercados a indicar expressamente quais alimentos são geneticamente modificados, de modo que o consumidor tenha ao menos a chance de evitá-los.

Isso significa que VOCÊ e SUA FAMÍLIA estão servindo de ratos de laboratório para o teste em larga escala desses produtos, uma experiência cujos primeiros resultados já aparecem e são dignos de preocupação, vide resultado do estudo francês, que é mostrado no vídeo abaixo.

Por favor, ajude a conscientizar a população. Comece pelos seus familiares e amigos.

Anúncios