O flúor tem sido adicionado de maneira calculada à nossa água da torneira, à água mineral, bem como às pastas de dente, sempre sob o pretexto da prevenção de cáries.

Se você fez seu dever de casa, a essa altura já deve saber que o flúor provoca uma série de efeitos negativos como redução da inteligência (comprovado por estudo da Universidade de Harvard), fluorose (uma doença que pode causar desintegração do esmalte e danos permanentes aos dentes) e calcificação da glândula pineal (que rege a mediunidade e a espiritualidade humana, é nossa bússola interior e portal dimensional para outras realidades), entre outros malefícios.

Como você pode imaginar, não se trata de um acidente. A intoxicação coletiva por flúor é mais um feitiço dos arcontes, uma arma que os predadores utilizam contra suas presas. Quem tiver consciência disso, pode e deve fazer o que estiver a seu alance para a si e a sua família.

Uma das maneiras de minimizar a ingestão diária de flúor é substituir a pasta de dente convencional por uma alternativa, sem flúor. Dentre as opções industrializadas, temos:

Creme dental Phillips: uma das poucas marcas de pasta industrializada sem flúor, à base de leite de magnésia. Se você não conseguir encontrar na sua cidade, pode encomendar online e receber por correio.Creme_Dental_com_Leite_de_Magnesia_de_Phillips_90g__20029_zoom

Gel dental infantil Cocoricó da Bitufo: essa marca também é livre de flúor, direcionada ao público infantil.
cocorico

Mas o ideal é que você faça sua própria pasta de dente caseira, de acordo com uma das receitas a seguir (retiradas da internet) ou criando a sua própria:

Receita 1:

Ingredientes:

1 Copo de Bicarbonato de Sódio

3 Colheres de chá de glicerina

1/3 Copo de sal

O seu sabor favorito (menta/hortelã, canela, etc.)

Como Fazer: Misture o Bicarbonato com o Sal. Adicione a Glicerina e mexa energicamente. Adicione o seu sabor favorito. Pode ir experimentando as quantidades até ficar ao seu gosto. Quanto mais glicerina puser mais pastosa ficará a pasta. Se pretende um sabor forte: triture algumas folhas de hortelã até estas ficarem em pasta e adicione à pasta de dentes.

(Fonte: http://vnatura.wordpress.com/2007/03/25/pasta-de-dentes-caseira/)

Receita 2:

Ingredientes:

2 colheres de sopa de pó de juá

2 colheres de sopa de menta desidratada

2 colheres de sopa de sementes de linhaça

3 cravos da índia

1 pitada de canela em pó

1 xícara de água filtrada

Como fazer: Leve a linhaça, a hortelã e os cravos para cozinhar junto com a água, em fogo baixo, por 5 minutos. Coe, adicione o juá e a canela e misture bem. Aplique uma pequena quantidade sobre a escova de dentes e escove normalmente. Acondicione em recipiente tampado e conserve em geladeira.É tão eficaz quanto as pastas convencionais. O segredo está no pó de juá, que é produzido a partir da entrecasca da árvore Juá. O juá é rico em saponinas, que possuem ação detergente natural, higienizante, adstringente e antisséptica. É utilizado na fabricação de algumas pastas de dente comerciais. Combate cáries, placa bacteriana, mau hálito, clareia e limpa naturalmente.

(Fonte: http://www.arcabrasil.org.br/blog/2013/11/faca-sua-pasta-dental-100-natural/)

Existem receitas mais simples. Exemplos:

2/4 de pó de juá + 1/4 de pó de canela+ 1/4 de pó de cravo da índia;

Ou simplesmente usar óleo essencial de tea tree (malaleuca) ou hortelã.

Uma outra opção é usar óleo de coco + bicarbonato.

Anúncios